Argélia

Região
África do Norte

Capital
Argel

Extensão Territorial
2.381.740 Km²

Idioma
Árabe

Idiomas Adicionais

População Total
35.980.193 habitantes

Fonte População
Indicators on Population. In United Nations Statistics Division. Demographic and Social Statistics. Statistical Products and Databases. Social Indicators, 2011.

Total PIB
158.650 milhões de US$

Total PIB
Indicators on Population. In United Nations Statistics Division. Demographic and Social Statistics. Statistical Products and Databases. Social Indicators, 2011.

Moeda
Dinar Argelino

Histórico
ARGÉLIA - Segundo maior país da África, está localizado no litoral norte da África, banhada pelo Mediterrâneo, tendo fronteiras com Tunísia, Líbia, Níger, Mali, Mauritânia, Saara Ocidental e Marrocos. O nome do país deriva de Al-Djaza' ir, que significa "cavalo com a pata dianteira branca". A região já era habitada e disputada desde o segundo milênio antes de Cristo. Os primitivos habitantes de lá, os berberes, se aliaram aos fenícios e cartagineses para deter as sucessivas invasões que vinham da África do Norte. Nesta troca entre berberes e civilizações ocidentais, os primeiros forneceram soldados e elefantes de guerra e com os fenícios e cartagineses aprenderam a cultivar oliva e videiras para a produção de azeite e vinho. No Século III a.C., Massinissa fundou um império independente na região, estabelecendo Cirta como capital. Seu neto, Jugurta, resiste por sete anos à invasão romana, até que capitula. Lá, Roma estabelece duas províncias: Numídia e Mauritânia, onde hoje é o país argelino. Os romanos transformam o norte da África na região mais rica do Ocidente. Com a desagregação do Império, vândalos, sob o comando de Genserico ocupam a região, em 429. Gradativamente eliminam a latinização do local, inclusive destruindo cidades construídas pelos romanos. No Século VI, os bizantinos ocupam aquelas terras e promovem a reconstrução das cidades destruídas. Na expansão árabe empreendida no Século VII, berberes e bizantinos são derrotados em 709 e acabam aderindo ao islamismo que é vigente até hoje no país. Sucessivas tribos islâmicas ocupam o país ao longo dos séculos. Em 1515, turcos maometanos ocupam Argel, a capital, e lá ficam por três séculos, dando unidade política ao país. Em 1830, a França invade a Argélia, com a intenção de dominar o seu litoral. Do interior do país veio a resistência, sob o comando do emir Abd el-Kader. Ele reconquistou algumas cidades que estavam sob domínio francês, mas foi posteriormente derrotado, em 1853, tendo se exilado em Damasco. A França consolida o domínio na Argélia, onde permanece como colonizadora até 3 de julho de 1962, quando foi conquistada a independência do país. A partir de então, começou uma luta civil interna pelo controle do país, na qual várias facções realizaram ações neste sentido. O atual presidente, Abdelaziz Bouteflika, empreendeu esforços para acabar com a guerra civil no país.

Mapa